O Grupo de Oração Sementes de Maria acontece todos as terça-feiras, as 19:30 com início do Santo Terço, na Capela Rosa Mística, Rua Paulina Maria Alves, 210, Loteamento, Pompéu/MG.

segunda-feira

Pregação dia 09/05/2017: É feliz quem a Deus se confia.

O pregador desta última terça-feira foi Charles Vieira, profeta de Deus da cidade de Sete Lagoas-MG.

Salmo 26:
1. "De Davi. O Senhor é minha luz e minha salvação, a quem temerei? O Senhor é o protetor de minha vida, de quem terei medo? 2. Quando os malvados me atacam para me devorar vivo, são eles, meus adversários e inimigos, que resvalam e caem. 3. Se todo um exército se acampar contra mim, não temerá meu coração. Se se travar contra mim uma batalha, mesmo assim terei confiança. 4. Uma só coisa peço ao Senhor e a peço incessantemente: é habitar na casa do Senhor todos os dias de minha vida, para admirar aí a beleza do Senhor e contemplar o seu santuário. 5. Assim, no dia mau ele me esconderá na sua tenda, ocultar-me-á no recôndito de seu tabernáculo, sobre um rochedo me erguerá. 6. Mas desde agora ele levanta a minha cabeça acima dos inimigos que me cercam; e oferecerei no tabernáculo sacrifícios de regozijo, com cantos e louvores ao Senhor. 7. Escutai, Senhor, a voz de minha oração, tende piedade de mim e ouvi-me. 8. Fala-vos meu coração, minha face vos busca; a vossa face, ó Senhor, eu a procuro. 9. Não escondais de mim vosso semblante, não afasteis com ira o vosso servo. Vós sois o meu amparo, não me rejeiteis. Nem me abandoneis, ó Deus, meu Salvador. 10. Se meu pai e minha mãe me abandonarem, o Senhor me acolherá. 11. Ensinai-me, Senhor, vosso caminho; por causa dos adversários, guiai-me pela senda reta. 12. Não me abandoneis à mercê dos inimigos, contra mim se ergueram violentos e falsos testemunhos. 13. Sei que verei os benefícios do Senhor na terra dos vivos! 14. Espera no Senhor e sê forte! Fortifique-se o teu coração e espera no Senhor!"
Ele citou a Alegria e Esperança que devemos colocar em Jesus para que tudo o que passamos, possa se concretizar na purificação da nossa vida e da nossa fé que deve ser inabalável. Jesus é aquele que não nos abandona em nenhuma situação, devemos esperar Nele, ele não é indiferente a nossa oração.

Charles levou em consideração a confiança que devemos depositar de forma extrema em Deus, no Senhor que tudo pode realizar em nossas vidas e que nos mantém de pé diariamente. Ele enfatizou muito a questão de que devemos confiar e acreditar no Pai dos Céus a todo momento, seja na alegria ou na tristeza. Falou um pouco da morte de sua mãe que ocorreu a pouco tempo, mas nem por isso ele perdeu sua fé no Senhor Jesus.

Disse ele: "Eu preciso servir a Deus quando tudo vai bem e preciso servir a Deus quando tudo vai mal". Mostrando que nossa fé é muito pequena, pois, quando passamos por alguma tribulação que nos desestabiliza, perdemos a fé e nos rebelamos contra Deus pensando que Ele não existe e que tudo está acabado, mas temos que ter a esperança de que a vitória está no fim.

Citou muito a paciência de Jó, que tinha tudo na vida material, era rico, tinha muitos bens, família bem estruturada, saúde muito boa, e quando ele menos esperava, foi provado com diversos acontecimentos que satanás foi o precursor, que tiraram tudo isso dele, a perda de suas riquezas, dos seus bens e a perda do principal: sua saúde (ficou coberto de lepra dos pés à cabeça) e sua família:

Jó 1, 18-19: "18. Ainda este estava falando e eis que entrou outro, e disse: Teus filhos e filhas estavam comendo e bebendo vinho em casa do irmão mais velho, 19. quando um furacão se levantou de repente do deserto, abalou os quatro cantos da casa e esta desabou sobre os jovens. Morreram todos. Só eu consegui escapar para te trazer a notícia."
Mas mesmo em meio a tanto sofrimento, Jó se prostra por terra e louva ao Senhor:
Jó 1, 20- 22: "20. Jó então se levantou, rasgou o manto e rapou a cabeça. Depois, caindo prosternado por terra, 21. disse: Nu saí do ventre de minha mãe, nu voltarei. O Senhor deu, o Senhor tirou: bendito seja o nome do Senhor! 22. Em tudo isso, Jó não cometeu pecado algum, nem proferiu contra Deus blasfêmia alguma."
 Devemos ter a perseverança de Jó para conseguirmos vencer em nossa caminhada na vida. Sabendo que de todo mal, Deus tira um crescimento que nos leva a um bem que nem imaginamos que podemos conseguir alcançar. Veja Rm 8,28.

Jó conseguiu superar tudo o que lhe havia acontecido, e por causa de sua fidelidade ao Senhor, tudo lhe foi restituído:

Jó 42, 10: "Enquanto Jó rezava por seus amigos, o Senhor o restabeleceu de novo em seu primeiro estado e lhe tornou em dobro tudo quanto tinha possuído."

Ele novamente restituiu seus bens e construiu uma nova família como presente de Deus para ele. Deus está disposto a nos dar um presente do qual nem esperamos que podemos receber, mas antes, até onde vai nossa fidelidade para com o Senhor? O sofrimento nos faz ser pacientes e fieis ao plano salvífico de Deus (Ver Romanos 5,5), não conseguimos chegar a Cristo se não formos purificados, o outro é provado no fogo para que ele seja belo e bem modelado.

Charles trouxe esta mensagem da paciência em Deus porque as coisas não são fáceis para nenhuma pessoa que se decide seguir os planos do Pai, mas tudo para que sejamos recompensados depois, se não aqui na terra, com toda certeza no céu chegaremos a Deus.

Falou ainda da perseverança de Santa Mônica que rezou aproximadamente 30 anos para a conversão de seu filho Santo Agostinho, que se converteu e se tornou um grande doutor da igreja (leia mais sobre a história destes santos). Devemos ser como Santa Mônica, que nos inspira a acreditar que Deus é o Deus do impossível e faz novas todas as coisas em nossas vidas.

Em lágrimas, Santa Mônica clamava a conversão de seu filho, mas ela não se perdia nas lágrimas, pois sabia que depositando sua confiança em Jesus, tudo pode ser mudado. Confie você também no Deus que nos salva, nos cura, nos converte e nos liberta.

Deus esteja sempre com você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como praticar a devoção dos Cinco Primeiros Sábados dedicados à Virgem Maria?

"Deus quer estabelecer no mundo a devoção a meu Imaculado Coração"    Na terceira aparição, em Fátima, a 13/7/191...