O Grupo de Oração Sementes de Maria acontece todos as terça-feiras, as 19:30 com início do Santo Terço, na Capela Rosa Mística, Rua Paulina Maria Alves, 210, Loteamento, Pompéu/MG.

terça-feira

Dia 16/04/2016: Você tem amado as coisas do céu?

Confira um pouco do que foi a noite deste sábado no Grupo de Oração. 


Nesta noite, foi suscitado em nossos corações que precisamos buscar as coisas divinas cada vez mais. Não desanimarmos em meio as coisas do mundo.

O pregador da semana foi João Pedro, 18 anos, faz parte do ministério de Intercessão e Pregação.

O Espírito Santo o motivou a falar sobre amarmos a Deus buscando o Divino, as coisas do céu. Assim como Deus nos ama, precisamos amá-lo também. Disse: "Devemos entrar pela porta estreita que nos leva ao céu."

A palavra desta noite abençoada foi: Jeremias 14

1. Eis o que diz o Senhor a Jeremias a propósito da seca:
2. Judá está coberta de luto, e às suas portas enlanguesce o povo, a cabeça pendida para a terra. De Jerusalém se levanta um clamor de angústia.
3. Os grandes da cidade enviaram os servos à procura de água. Encaminham-se estes às cisternas; água, porém, não encontram, e voltam com os recipientes vazios, envergonhados, confundidos, cobertas as cabeças.
4. Fende-se o solo todo, porque a chuva não rega a terra. Decepcionam-se os lavradores e cobrem suas cabeças.
5. Até a corça no campo abandona a cria, por falta de pastagem.
6. Mantêm-se nos montes os asnos selvagens, aspirando o ar como chacais. Seus olhos perderam o brilho, pois que não há erva.
7. Ó Senhor, se nos acusam nossas iniqüidades, agi de acordo com a honra de vosso nome. São, na verdade, numerosas nossas infidelidades; pecamos contra vós.
8. Senhor, esperança de Israel, vós que sois o seu salvador no tempo da desgraça, por que sois qual estrangeiro nessa terra, viajante de uma noite apenas?
9. Por que sois como um homem desvairado, como um guerreiro que não nos pode mais defender? No entanto, Senhor, permaneceis entre nós, e é o vosso nome que trazemos. Não nos abandoneis!
10. Eis o que diz o Senhor acerca desse povo: Compraz-se ele em vaguear, e não sabe deter os seus pés. Deles o Senhor não se agrada. Lembrando-se de suas iniqüidades, castiga-o por causa de seus pecados.
11. Disse-me o Senhor em seguida: Não intercedas em favor desse povo.
12. Se jejuar, não escutarei seus lamentos, e se oferecer holocaustos e oblações não os aceitarei. Quero destruí-los pela espada, pela fome e pela peste.
13. Eu, porém, lhe respondi: Ah, Senhor JAVÉ, olhai para o que dizem os profetas: a espada não vos atingirá e não sofrereis fome, pois que nesse lugar eu vos darei paz e segurança.
14. Replicou, porém, o Senhor: São mentiras que proferiram os profetas em meu nome. Não os enviei, não lhes dei ordem, e nem mesmo lhes falei. Visões de mentiras, adivinhações vãs, invenções de suas mentes, eis o que profetizam!
15. Por isso eis o que diz o Senhor: Acerca dos profetas que em meu nome proferem oráculos, quando missão alguma lhes confiei, e que proclamam não haver espadas, nem fome nesta terra, serão eles que hão de perecer pela espada e pela fome.
16. E os homens aos quais se dirigem serão lançados nas ruas de Jerusalém, vítimas da espada e da fome, sem que ninguém os venha sepultar, nem eles, nem suas mulheres, nem seus filhos e filhas; e sobre eles farei recair o mal que praticaram.
17. E tu lhes dirás: Que se me fundam em lágrimas os olhos, noite e dia sem descanso, porquanto de um golpe horrível foi ferida a virgem, filha de meu povo, e sua chaga não tem cura!
18. Se saio pelos campos, encontro homens atravessados pela espada; e se regresso à cidade, eu vejo outros passando pelo tormento da fome. Até o profeta e o sacerdote perambulam sem rumo pela terra.
19. Repelistes Judá, de verdade, e vossa alma se desgostou de Sião? Por que nos feristes de mal incurável? Esperamos a salvação; nada, porém, existe de bom; aguardamos a era de soerguimento, mas só vemos o terror!
20. Senhor! Conhecemos nossa malícia e a iniquidade de nossos pais. (Bem sabemos) que pecamos contra vós.
21. Pela honra, porém, de vosso nome, não nos abandoneis, nem desonreis o vosso trono de glória. Lembrai-vos! E não rompais o pacto que conosco firmastes.
22. Haverá, entre os vãos ídolos dos pagãos, algum que provoque a chuva? Ou é o céu que proporciona os aguaceiros? Não! Sois vós, Senhor, nosso Deus, vós, em quem depositamos nossa esperança; vós, que todas essas coisas haveis criado.

Nesse contexto disse que muitas vezes, damos valores às paixões carnais e ouvido às coisas do mundo" dizendo que a mudança só acontecerá quando nos apegamos a Deus na oração, somente quando nos humilharmos diante do Senhor.
Quando estamos em pecado, vivemos em uma seca espiritual, mas Deus quer a nossa conversão verdadeira, por isso nos traz tribulações, pois somente quando perseveramos com fé diante de uma dificuldade é que conseguiremos crescer em virtudes e amar o Senhor em qualquer situação.

"Você tem amado as coisas do céu?" disse João, deixando para nós uma reflexão sobre o questionamento. Devemos buscar ao Senhor em tudo na nossa vida, não podemos simplesmente pedir as coisas mas sim agradecer por termos o que Ele quis nos dar.

Disse ainda "falamos que somos católicos, somos de Deus, mas fazemos coisas erradas, quando vamos a uma missa, devemos nos comportar, nos vestirmos de forma adequada. Porque quando vestimos uma roupa que seduz e vamos para a Santa Missa, tanto nós pecamos, quanto fazemos também o outro pecar e nos tornamos culpados pelo pecado alheio. Estamos condenando a nós mesmos. Também não podemos ir à missa e achar que o que estamos comungando é simplesmente uma 'bolachinha' porque é o corpo de Cristo que ali está".

Quando confiamos no Senhor, procuramos um caminho de retidão e pedimos que Ele faça a sua vontade em nossas vidas, como Maria Santíssima fez, busquemos o seu exemplo de santidade, pois,  somente assim, seremos felizes e nos sentiremos realizados verdadeiramente!

Confira imagens deste dia:


















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como praticar a devoção dos Cinco Primeiros Sábados dedicados à Virgem Maria?

"Deus quer estabelecer no mundo a devoção a meu Imaculado Coração"    Na terceira aparição, em Fátima, a 13/7/191...